Benefícios e boas práticas

Vantagens e efeito multiplicador

Reconhecimento pioneiro, visibilidade, brandingmarketing e networking

Benefícios e boas práticas | Capitais Europeias do Turismo Inteligente

Vencer o título de Capital Europeia do Turismo Inteligente significa que é uma cidade que: 

  • implementa soluções inovadoras, inteligentes e abrangentes na área do turismo;
  • usa o seu capital territorial, social e humano com vista ao crescimento do seu setor turístico, à prosperidade dessa cidade e à melhor qualidade de vida dos seus habitantes;
  • oferece uma experiência turística enriquecedora e personalizada através da valorização de recursos locais, ao mesmo tempo que respeita e envolve as comunidades locais;
  • facilita o acesso aos serviços e produtos turísticos através do recurso às novas tecnologias, à interconexão e à interoperabilidade de serviços.

Benefícios

As Capitais Europeias do Turismo Inteligente têm a oportunidade única de receber durante um ano:

  • suporte especializado em comunicação dirigida e apoio promocional (branding) do seu destino nos media e na internet;
  • como troféu, uma escultura interativa de grande dimensão que será colocada no centro da cidade, de forma a marcar o seu compromisso para com um turismo sustentável, acessível, digital e cultural;  
  • um vídeo de apresentação promocional que destaca as concretizações de cada destino distinguido e a sua oferta de turismo inteligente, bem como muitas outras ações dinamizadas pela União Europeia (UE), tal como a sua exibição num dos principais eventos e/ou feiras de turismo para divulgação do perfil dessas cidades, no sentido de servir de inspiração a outros destinos turísticos na Europa, melhorar a sua própria imagem como destino turístico, aumentar o número de visitantes e, consequentemente, promover o crescimento económico. 

Daí que esses benefícios se traduzam: 

  • no reconhecimento como cidades pioneiras do turismo inteligente na UE - tornando-se líderes que ganham visibilidade e que inspiram outras cidades; 
  • na colocação no mapa de destinos de turismo inteligente - representando um lugar para se visitar e beneficiando do aumento do número de visitantes; 
  • num impulso de marketing - ganhando um ano de comunicação dirigida e apoio promocional (branding) por um grupo de especialistas do ramo enquanto destino turístico de eleição; 
  • em oportunidades de networking - conhecendo e trocando novas ideias com outras cidades da UE, policy makers e líderes do setor; 
  • na divulgação do seu media profile - usufruindo de diversas ações promocionais da UE.

Boas Práticas

Em 2018, a Comissão Europeia lançou o primeiro concurso à escala da UE para a seleção de duas capitais europeias de turismo inteligente em 2019.

Nesse ano, as cidades vencedoras - Helsínquia e Lyon - conquistaram o título entre as 38 cidades de 19 Estados-Membros da UE que concorreram. 

Destas candidaturas enviadas resultou uma coleção de boas práticas em cada categoria a concurso (Sustentabilidade, Acessibilidade, Digitalização, Património Cultural e Criatividade), visando estabelecer uma estrutura para o intercâmbio dessas boas práticas entre cidades, a criação de oportunidades de cooperação e novas parcerias.

Esse relatório procurou aumentar a consciencialização sobre ferramentas, iniciativas e projetos inteligentes no âmbito do setor do turismo, partilhando as ações turísticas inovadoras e soluções concretas implementadas por estas cidades que as ajudaram a melhorar o seu perfil como destino turístico, fortalecendo a aprendizagem mútua e um desenvolvimento inovador do turismo na UE.