Lisboa-Capital Verde Europeia 2020

Cidade portuguesa das sete colinas que tem vindo a apostar nas pessoas, na eficiência energética e na boa gestão da água

Mobilidade, sustentabilidade e crescimento

Logótipo da Capital Verde Europeia 2020 - Lisboa

Contexto

Lisboa é a capital de Portugal e a sua maior cidade, com uma população de mais de 500.000 cidadãos. Localizada na costa sudeste, é o principal porto do país e o seu centro político e comercial.

Experimentou desafios significativos no passado, particularmente em 1755, quando um terramoto destruiu toda a cidade. Mais recentemente, a recessão económica de 2008 afetou fortemente Portugal, mas apesar de tais desafios, Lisboa deu passos largos para consolidar a sua estratégia de sustentabilidade ambiental e melhorar a qualidade de vida dos seus cidadãos, mostrando que a proteção ambiental e o crescimento económico podem andar associados.

Decisão

É a primeira vez que uma capital do Sul da Europa conquista esta distinção, geralmente atribuída às cidades do Norte da Europa, tendo concorrido com cidades como Ghent (na Bélgica) e Lahti (na Finlândia). 

O júri valorizou especialmente os esforços para a construção de uma cidade mais amiga das pessoas, com destaque para a pedonalização de amplas zonas da cidade, e o forte crescimento das áreas verdes, bem como os avanços em áreas como a eficiência energética e a boa gestão da água.

Para além do título, Lisboa recebeu 350 000 EUR de incentivo financeiro da Comissão Europeia.

Eixos de ação

A aposta lisboeta tem vindo a incidir em três eixos de ação

Mobilidade Urbana Sustentável

Lisboa tem uma visão coesa de toda a cidade para a mobilidade sustentável e está a consegui-lo através de medidas para restringir o uso de carros e a priorizar caminhadas, ciclismo e o transporte público. Em 2017, lançou um esquema de partilha de bicicletas, representando dois terços da frota, para incentivar o ciclismo nas partes mais montanhosas da cidade. Também está promovendo veículos movidos alternativamente, ostentando uma das maiores redes de pontos de carregamento de veículos elétricos do mundo, com 516 pontos em toda a cidade.

Uso Sustentável da Terra

Lisboa está empenhada em proteger e melhorar as suas áreas naturais, ao mesmo tempo que proporciona espaços recreativos ao ar livre de qualidade aos seus cidadãos. A título de exemplo é de referir a gestão do Parque de Monsanto, distinguida com a Certificação de Gestão Florestal Sustentável.

Está, também, a ligar as suas áreas verdes com o corredor verde Vale de Alcântara que ligará as comodidades naturais da cidade, como o Parque Monsanto e o Rio Tejo, com ciclovias, dando aos cidadãos maior acesso a espaços verdes que serão, igualmente, criados ao longo do corredor, permitindo que a vida selvagem floresça e proteja a sua biodiversidade.

Crescimento Verde e Eco-Inovação

Lisboa está a trabalhar em prol de uma cidade totalmente integrada, empregando uma abordagem holística do planeamento urbano que considere todos os aspetos, designadamente, água, mobilidade, desperdício, bem como educação e emprego. A cidade envolve uma ampla gama de partes interessadas, como cidadãos, empresas, universidades e parceiros internacionais, nas suas políticas e programas de inovação urbana.

Lisboa, Growing Together (Vídeo)

Vídeo da candidatura de Lisboa a Capital Verde Europeia 2020