Participação e Avaliação

Não é fácil ser uma cidade verde...

Elegibilidade, processo de seleção e benefícios

Avaliação | Cidades Folha Verde da Europa

Participantes

Vilas e cidades entre 20 000 e 99 999 habitantes dos Estados-Membros da UE, dos países candidatos à UE, da Islândia, do Listenstaine, da Noruega e da Suíça. 

Em países, onde não existem cidades com mais de 20.000 habitantes, a maior cidade poder-se-á inscrever.

Uma 'cidade' é entendida como uma área urbana com uma unidade administrativa governada por um conselho municipal ou outra instituição que seja reconhecida e eleita democraticamente.

As candidaturas são efetuadas através do preenchimento de um formulário de candidatura em linha.

Regras 

As localidades interessadas podem candidatar-se ao Prémio Capital Verde da Europa ou Prémio Folha Verde da Europa, mas não aos dois simultaneamente.

As vencedoras anteriores não podem concorrer novamente após receberem o título.

O signatário de cada candidatura deve ser o autarca ou o representante municipal de mais alto escalão, autorizado pela legislação nacional para representar legalmente a cidade. 

Processo de seleção

As cidades candidatas são avaliadas com base em seis áreas temáticas ambientais:

  1. Natureza, Biodiversidade, Uso Sustentável da Terra e Solo;
  2. Qualidade e Ruído do Ar;
  3. Resíduos e Economia Circular;
  4. Água;
  5. Alterações Climáticas e Desempenho Energético;
  6. Mobilidade Urbana Sustentável.

Em cada tópico, existem duas secções nas quais devem ser descritas:

  • a situação atual e a abordagem estratégica; 
  • a participação do cidadão e a consciencialização pública.

O formulário de candidatura inclui, ainda, uma secção de 'Introdução e Contexto da Cidade’, onde é solicitado que seja, sucintamente, apresentada, indicando os seus principais desafios e o modo como lida com eles.

Uma secção de 'Boas Práticas' está também incluída, na qual se convida a apresentar três boas práticas que estejam a ser desenvolvidas em três das diferentes áreas temáticas ambientais elencadas.

Posteriormente, um painel de especialistas, reconhecidos internacionalmente, avalia os formulários de inscrição enviados, incluindo avaliações qualitativas e uma revisão por pares.

Após esse processo, as cidades são pré-selecionadas para a próxima fase da competição, sendo convidadas a fazer uma apresentação ao Júri, expondo suas realizações e a sua visão de futuro. Seguidamente, o Júri avalia com base nos seguintes critérios:

  1. O compromisso geral da cidade, estratégia e entusiasmo, conforme veiculado pela apresentação;
  2. Os esforços da cidade para comunicar aos cidadãos e o envolvimento dos mesmos nas atividades ambientais;
  3. O potencial da cidade para atuar como um "Embaixador verde", promovendo boas práticas e divulgando ainda mais o conceito de Cidade Folha Verde da Europa;,
  4. A proposta da cidade sobre iniciativas e medidas que devem ser implementadas no ano da distinção para melhorar a sua sustentabilidade ambiental e contribuir para alcançar essa visão.

Prémio

As localidades vencedoras deste título recebem uma subvenção / prémio financeiro de 200 mil euros para apoiar as atividades que desenvolvem ao longo do ano, contribuindo para melhorar a sua sustentabilidade.

Benefícios

  • Cobertura positiva dos media internacionais 
  • Aumento do turismo 
  • Maior projeção internacional, networking e novas alianças 
  • Emprego, sendo mais atraente para investidores estrangeiros
  • Atração de apoio financeiro público 
  • incentiva o orgulho local e gera um sentimento de pertença 
  • Prossecução da sustentabilidade ambiental 
  • Maior ênfase em projetos ambientais através de patrocínios e subvenções 
  • Acesso à Rede Europeia Folha Verde para partilha de ideias e experiências

Adicionalmente, cidades vencedoras anteriores consideraram que o processo de candidatura em si provou ser benéfico na avaliação do seu progresso e dos planos apresentados, comparativamente com os seus pares.