Bandeira Europeia - Adoção pelo Conselho da Europa (66.º Aniversário)

bandeira UE

A bandeira europeia é um dos símbolos da União Europeia que reflete a unidade e a identidade da Europa. As doze estrelas representam um símbolo de perfeição, de plenitude e de unidade, que evoca os apóstolos, os filhos de Jacob, os trabalhos de Hércules, os meses do ano, entre outras representações simbólicas.

A história da bandeira remonta a 25 de outubro de 1955, quando a Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa aprovou o emblema de um círculo de estrelas douradas sobre um fundo azul. A 9 de dezembro do mesmo ano, o Comité de Ministros adotou o símbolo, lançado oficialmente a 13 de dezembro, em Paris.

A 11 de abril de 1983, o Parlamento Europeu recomendou que a bandeira criada pelo Conselho da Europa se tornasse o emblema das Comunidades Europeias, atual União Europeia. O Conselho Europeu aprovou, a 28 e 29 de junho de 1985, em Milão, a sua adoção, no contexto do relatório do Comité ad hoc «A Europa das Pessoas» onde se referia e propunha, pela primeira vez, um conjunto de símbolos que representasse a Comunidade.

As instituições da União Europeia utilizam a bandeira europeia desde 29 de maio de 1986, data em que foi hasteada pela primeira vez no edifício Berlaymont, sede da Comissão Europeia.

A bandeira europeia tornou-se, desde então, sinónimo de um projeto político partilhado que une todos os europeus e transcende a sua diversidade.

Documentos
Resolution on the adoption of a flag for the European Community | OJEC, C 128, 16 may 1983, pp. 17-19
8.43 MB
Relatório do Comité ad hoc “A Europa das Pessoas” apresentado ao Conselho Europeu de Milão
1.57 MB
Conselho Europeu de Milão : 28 e 29 de Junho de 1985 : conclusões da Presidência
571.28 KB