Entrada em circulação das notas e moedas do Euro (20.º Aniversário)

2022
BCE

A 1 de janeiro de 1999 foi criado o Euro. Foram fixadas de forma irrevogável as taxas de câmbio entre as moedas dos países membros significando que as moedas nacionais, como o escudo, deixaram de existir.

Nos 3 anos que se seguiram, o euro funcionou como moeda escritural, na medida em que era utilizada designadamente para fins contabilísticos e pagamentos eletrónicos.

A 1 de janeiro de 2002 dá-se a transição inicial para o euro, com a entrada em circulação das moedas e notas, concluída em março após o período de dupla circulação.

A criação do Euro foi marcante a nível do processo de integração europeia, mas também a nível técnico, uma vez que a moeda entrou simultaneamente em circulação em 12 países! Tratou-se da maior transição monetária jamais realizada no Mundo.

O BCE teve e têm um papel fundamental como garante do sistema monetário europeu. A situação dos Estados-Membros face ao euro, é a seguinte: 

Países da zona euro Países que não pertencem à zona euro País com a opção de não participação (opt-out)
Áustria Bulgária Dinamarca
Bélgica Croácia  
Chipre Chéquia  
Estónia Hungria  
Finlândia Polónia  
França Roménia  
Alemanha Suécia  
Grécia    
Irlanda    
Itália    
Letónia    
Lituânia    
Luxemburgo    
Malta    
Países Baixos    
Portugal    
Eslováquia    
Eslovénia    
Espanha    

Dados relativos à produção para circulação de euros em cada país indicam que, até ao dia 1 de janeiro de 2002, foram produzidas 537 milhões de notas e 1,296 mil milhões de moedas de euro para Portugal.

Imagem: Para celebrar os 20 da circulação do Euro, o BCE ilumina o seu edifício principal, em Frankfurt, até 9 de janeiro.

Documentos
20 years of the euro in your pocket | European Comission
45.04 KB
Sopa de letras (nível 1)
220.82 KB
Sopa de letras (nível 2)
258.87 KB