Presidência Portuguesa 2021

É a 4.ª Presidência portuguesa do Conselho da União Europeia

Num ápice, informe-se sobre a Presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (janeiro-junho 2021). Em linguagem simples.

Bandeiras UE Portugal

A próxima Presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE) acontece no 1.º semestre de 2021. Acompanhe neste artigo do nosso dossiê dedicado ao tema.

Destaque: Presidência alemã do Conselho (julho-dezembro 2020) | Artigo conjunto do Trio de Presidências (2020/2021): «Juntos/Together» | Programa do Conselho para 18 meses (jul 2020 - dez 2021)

+ Notícias | Dossiê PPUE2021


Presidência portuguesa num ápice

Entre 1 de janeiro e 30 de junho de 2021, Portugal assume a Presidência rotativa do Conselho da UE. O Conselho (nome informal) é a instituição que representa os governos dos países da UE. Reúne os seus ministros ou secretários de estado para adotar legislação e coordenar políticas. Nesse semestre, Portugal vai:

  • planear e presidir às reuniões do Conselho e das suas instâncias preparatórias;
  • representar o Conselho nas relações com as outras instituições da UE.

Sucede à Alemanha e precede a Eslovénia, países com os quais integra o trio de Presidências. Em conjunto, elaboram um programa para 18 meses, a partir do qual cada Presidência define as suas prioridades específicas.

Conselho num ápice | Presidência num ápice

Trio 

bandeiras do trio de Presidências do Conselho 2020-2021
Trio de Presidências do Conselho 2020-2021: Alemanha, Portugal e Eslovénia

O trio de Presidências do Conselho da UE - que decorre entre 1 de julho de 2020 e 31 de dezembro de 2021 - tem a seguinte ordem:

  • 2.º semestre de 2020 - Presidência alemã;
  • 1.º semestre de 2021 - Presidência portuguesa;
  • 2.º semestre de 2021 - Presidência eslovena. 

O trio elaborou um programa para 18 meses: uma agenda comum dos temas e principais questões que o Conselho tratará neste período. É a base comum para uma cooperação estreita entre as 3 Presidências e um contributo para uma agenda europeia coerente a 18 meses. 

O programa é influenciado pelo compromisso de fazer face à crise da COVID-19 e à recuperação. Assenta nas principais prioridades definidas na Agenda Estratégica 2019-2024:

  • proteger os cidadãos e as liberdades;
  • desenvolver uma base económica forte e dinâmica;
  • construir uma Europa com impacto neutro no clima, verde, justa e social;
  • promover os interesses e valores europeus na cena mundial.

O documento salienta ainda a importância de:

  • se chegar rapidamente a acordo sobre o próximo Quadro Financeiro Plurianual e os programas setoriais conexos;
  • procurar uma parceria abrangente com o Reino Unido até ao final de 2020.
     

Prioridades

A Presidência portuguesa vai definir as suas prioridades específicas, tendo por base o programa para 18 meses do trio de Presidências 2020/2021.
 

Documentos


Notícias

Links

Presidências anteriores

Será a 4.ª vez que Portugal exerce a Presidência. Presidiu ao Conselho da UE em 1992, 2000 e 2007.

Anteriores Presidências Portuguesas do Conselho
Anteriores Presidências portuguesas do Conselho. Fonte: Eurocid.

 

Interior do edifício do Conselho e bandeiras

O Conselho representa os governos dos países da UE. Num ápice, conheça a instituição a que Portugal presidirá em 2021 (...)

Sala Conselho

A Presidência do Conselho roda entre os países da UE, cada 6 meses. É preparada em trio. Portugal preside em (...)

Perguntas frequentes

O Conselho da UE e o Conselho Europeu são instituições da União Europeia, organização supranacional. O Conselho da Europa é uma organização internacional com sede em Estrasburgo que reúne 47 países europeus. Portugal é Estado-Membro das duas organizações.

O Conselho da UE é a instituição da UE que representa os governos dos seus países. Reúne os seus ministros ou secretários de estado para adotar legislação e coordenar políticas.

Artigo 16.º do TUE (versão consolidada)

O Conselho Europeu é a instituição que define as orientações e prioridades políticas gerais da UE. Reúne os Chefes de Estado ou de Governo da UE (e o seu Presidente e o Presidente da Comissão Europeia) duas vezes por semestre, podendo o Presidente convocar uma reunião extraordinária. Não negoceia nem adota legislação.

Artigo 15.º do TUE (versão consolidada)

O Conselho da Europa não pertence à União Europeia. É uma organização intergovernamental dedicada à promoção dos valores democráticos e dos direitos humanos e a estabilidade político-social na Europa. Todos os Estados-Membros assinaram a Convenção Europeia dos Direitos do Homem.

Portugal presidiu três vezes ao Conselho da UE: em 1992, em 2000 e em 2007.

A próxima Presidência portuguesa do Conselho acontece de janeiro a junho de 2021.

A Presidência do Conselho (exceto a formação dos Negócios Estrangeiros) é assegurada por grupos pré-definidos de três países da UE durante 18 meses, os «trios». Estes grupos são formados com base num sistema de rotação igualitária dos países, tendo em conta:

  • a sua diversidade e
  • os equilíbrios geográficos na UE.

Decisão do Conselho (2009/881/UE)

Sim, os cidadãos podem assistir às sessões públicas do Conselho na página de transmissões Web «Council Live», em direto ou gravado, em 23 línguas.

As sessões do Conselho são públicas quando este:

  • debate ou vota uma proposta de ato legislativo;
  • delibera pela primeira vez sobre propostas não legislativas importantes;
  • debate assuntos importantes que afetam os interesses da UE e dos seus cidadãos.

Nestes casos, é garantida a transmissão pública por meios audiovisuais, nomeadamente numa sala de escuta, e a difusão por videofluxo (videostreaming).

 N.º 8 do artigo 16.º do TUE | Regulamento Interno do Conselho (artigos 7.º a 9.º)

Portugal sucede à Alemanha e precede a Eslovénia no exercício da Presidência do Conselho da UE. Em conjunto, os 3 países elaboram um programa para 18 meses (o Programa do Trio), a partir do qual cada Presidência semestral define as suas prioridades específicas (Programas nacionais). O «Trio de Presidências» do Conselho (2020/2021) é composto pelos seguintes países:

  • Alemanha – 2.º semestre de 2020;
  • Portugal – 1.º semestre de 2021;
  • Eslovénia - 2.º semestre de 2021. 

Estes mesmos 3 países inauguraram o sistema do Trio de Presidências do Conselho da UE tripartido, a 1 de janeiro de 2007, tendo Portugal exercido a Presidência no 2.º semestre de 2007.

Cada Estado-Membro da União Europeia tem uma Representação Permanente Junto da União Europeia (REPER) - a sua “Embaixada”.  É chefiada por um representante permanente: o embaixador do seu país junto da União Europeia. 

O Coreper é o Comité de Representantes Permanentes dos Governos dos Estados-Membros da União Europeia, como o próprio nome o indica. Tendo começado as suas funções como entidade única, o Coreper acabou a desdobrar-se em 2 formações: Coreper I - composto pelos Representantes Permanentes Adjuntos de cada Estado-Membro da UE; Coreper II - composto pelos Representantes Permanentes.

Glossário