Prémio Investigação sobre a Juventude AEJ, 2022

Prémio Investigação sobre a Juventude AEJ, 2022

O ano de 2022 foi designado como o «Ano Europeu da Juventude» visando dinamizar os esforços da União Europeia, dos Estados-Membros e das autoridades locais, regionais e nacionais, em conjunto com a sociedade civil, para capacitar, honrar, apoiar e dialogar com os jovens, numa perspetiva de pós-pandemia COVID-19, tendo em vista um impacto positivo a longo prazo.

Paralelamente, a Estratégia da União Europeia para a Juventude constitui o quadro de cooperação da UE, no domínio da política da juventude para 2019-2027, que se centra em três domínios de ação fundamentais: Envolver, Ligar e Capacitar.

O Prémio Investigação sobre a Juventude AEJ, enquadrado no âmbito do Ano Europeu da Juventude, é uma iniciativa de âmbito nacional, pressupõe a realização de estudos, a investigação e a recolha de dados, estatísticas e outras informações qualitativas ou quantitativas sobre a situação dos jovens em Portugal ou na União Europeia.

Objetivos

O Prémio tem como objetivo incentivar a investigação, a reflexão, a divulgação e a publicação de artigos científicos, no âmbito das temáticas associadas à problemática da Juventude. 

Destinatários

Podem concorrer a este prémio cidadãos/ãs de qualquer nacionalidade, com idade até aos 30 anos (inclusive). Os trabalhos podem ser efetuados em grupo ou individualmente.

Candidatura

Para submeter a candidatura, deve preencher o formulário aqui disponível. 

Como participar

Envie as duas versões do artigo científico (versão portuguesa e inglesa) e a declaração devidamente assinada, para o e-mail anoeuropeujuventude@ipdj.pt, de 3 de agosto até 30 de novembro de 2022. 

Áreas do Artigo Científico

As áreas temáticas devem ser enquadradas na Decisão 2021/2316 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 22 de dezembro de 2021, referente ao Ano Europeu da Juventude 2022 e na Estratégia da União Europeia para a Juventude 2019-2027.

Podem ser abordadas, por exemplo, as seguintes áreas:

  1. Saúde, Bem-Estar e Desporto;
  2. Democracia, Participação e Associativismo;
  3. Educação, Ciência, Cultura e Inclusão;
  4. Inovação, Transformação Digital, Ambiente e Território;
  5. Emancipação Jovem: Trabalho Digno e Habitação;
  6. Políticas Locais e Nacionais de Juventude e governação multinível;
  7. Trabalho com e para Jovens, entre outros.

Critérios de avaliação

Os artigos científicos admitidos a concurso são avaliados pelo júri, de acordo com os seguintes critérios e ponderações:

  • a) Relevância fundamentada do objeto de estudo - 30 %;
  • b) Qualidade científica do estado da arte e da metodologia de investigação - 20 %;
  • c) Qualidade das conclusões e de novas linhas de investigação aplicadas à resolução dos problemas que afetam os Jovens - 30 %;
  • d) Utilização de metodologias participativas e de envolvimento de jovens - 10 %;
  • e) Adequação/correção linguística - 10 %.

Prémios nacionais

  • 1.º lugar – 3.000 euros
  • 2.º lugar – 1.750 euros
  • 3.º lugar – 1.250 euros.

Esta informação não dispensa a consulta do regulamento oficial. Os pedidos de informação devem ser dirigidos à respetiva entidade, cujo contacto se encontra acima indicado.